Diário da mulher TPM

Diário idiota, quando eu era jovem achava que tinha definições precisas sobre tudo na vida, aos 13 anos tinha desilusões miseráveis e me sentia desgastada como uma velha mal-amada. Hoje, aos 30 anos, me sinto madura como uma adolescente de 15 anos com as mesmas baboseiras e cretinices de sempre. E é neste contexto cretino que dividirei com você alguns dos meus argumentos que deveriam justificar minha infelicidade geral. Você será meu testemunho da minha vida infeliz.

Pois bem, meu lar há três anos se situa num presídio. Meu crime: latrocínio. Explico, Tinha um hábito terrível de roubar livros por fatidicamente não ter dinheiro para comprá-los. Antes de cada ação minha de surripiar um livro, eu olhava-o minuciosamente para ver se o mesmo valia a pena. E numa dessas empreitadas perguntei para uma atendente se ela indicaria um livro do Nietsche, o "Assim falou Zarastutra", foi quando a atendente idiota teve o desplante de perguntar-me se eu não queria levar um livro mais simples de se ler.
Foi, para mim o suficiente para em um ato de fúria lançar-lhe o livro e rachar-lhe a cabeça, a força foi tal que ela caiu batendo diretamente com aquela cabeça oca numa quina. Resultado: morrera ali mesmo, claro que eu não fiquei para saber disto, pois me sentindo a tal, sai com a vingança satisfeita e ainda com o livro na mão. Foda-se, pensei, já bastam os problemas que eu tenho, nunca sei de onde tirar o dinheiro para a comida e a minha ressaca diária reforçava a minha falta de disposição para procurar um trampo.

É diário, eu tenho a maldição da razão, tô te falando meu bem: pobre, solteira, depressiva, minha vida é um inferno ,convivo com pessoas idiotas, imbecis perfeitas e que se acham felizes e tentar compreender minha fúria seria suicídio total.

Chegando aqui tomei por resolução alternativa me suicidar. A má qualidade da comida acabou por me convencer a ser uma resolução definitiva. O “adevogadozinho” que tentou me safar dessa teve uma idéia idiota de argumentar que minha fúria provém de uma TPM, pronto, já entrei na prisão taxada como a mulher TPM, queria dar tapa para tudo que era lado. Não creio que seja necessário outras palavras para explicar o ódio que passo por aqui, mas concluirei minha narrativa com uma fala de um personagem do filme " Nascido para Matar":

“Estou num mundo de merda, mas estou viva e não tenho medo."
.

14 comentários:

Dalleck 20 de novembro de 2008 22:09  

Ótimo =)
Começamos bem ^^

jordao 20 de novembro de 2008 22:17  

“Estou num mundo de merda, mas estou vivo e não tenho medo."
boa frase...
jah deu pra perceber que vai ser um blog de responsa...os autores dos blogs que mais gosto reunidos em um unico e glorioso blog...
boa sorte pra tdos vcs ai...

gilgomex 20 de novembro de 2008 22:59  

muuuuuiiitooo light...
o mundo precisa de pssoas assim... delicadas.

gilgomex 20 de novembro de 2008 22:59  
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
George Marques 21 de novembro de 2008 11:40  

Acho que já conheci gente pior. Será isso possível??

[Muito bom!]

Tyler Bazz 21 de novembro de 2008 15:52  

Se não me engano existe uma lei que diz que uma mulher que comete assassinato, se consegue provar que estava 'sob TPM' quando o fez, pode reduzir a pena até pela metade.

Assustador, não?

Varotto 28 de novembro de 2008 11:04  

Aqui em casa, em dias mais intensos, quando a minha senhora pergunta quais são meus planos, eu já respondo: "os seus".

Instinto de sobrevivência...

rebeca 14 de janeiro de 2009 12:38  

achei q os autores desses diários sao terrivelmente doidos e criATIVOS.

:)

rebeca 14 de janeiro de 2009 12:38  

achei q os autores desses diários sao terrivelmente doidos e criATIVOS.

:)

linafuko 21 de fevereiro de 2009 11:22  

"Se não me engano existe uma lei que diz que uma mulher que comete assassinato, se consegue provar que estava 'sob TPM' quando o fez, pode reduzir a pena até pela metade."


q medo disso! acho q minha tpm não é tão forte assim!
iaiahauhauha

Anônimo 11 de abril de 2011 16:35  

Tpm forte heim . Pode ser que o problema dela não seja propriamente tpm , mais pode ser que ela seja uma transtornnada psicologicamente , pois tpm é realmente uma fase mensal difícil para toda mulher, mais isso não quer dizer que ela pode ser descrita como uma revoltada .. rsrs

DAYANE 11 de abril de 2011 16:52  

SERÁ Q UM DIA ESSA TPM VAI ACABAR???
+ VC É MUITO AGRRESIVA...
MAIS É BEM INTERESSANTE SEU DIARIO.
HÁÁ BOA FRASE VIU....

ivna 11 de abril de 2011 16:54  

GOSTEII DESSE SEU DIARIO MAS VC MATOU A MLR AINDA SAIU DIZENDO Q NAUM ERA PROBLEMA SEUU... ERA MAIS Q PROBLEMA SEU,VC TIROU A VIDAA DE UMA PESSOAA POR CAUSA DE UM MISEROO LIVROO'
CARAA VC É MUITOO MALUCAAA'

Anônimo 12 de abril de 2011 16:39  

sua putar vc merese umas rolas beigrade no meio da sua xoxota bei arobada

Buscar nos diários