Diário da p... que pariu.

Querido diário, eu não sou mais virgem. Mentira, rs. Quem é que muda de signo assim tão fácil? Só aquelas pessoas que nunca tiveram certidão de nascimento ou RG e inventam qualquer data para... Ah, deixa pra lá. Diário fofo, na minha profissão fica difícil dar nomes para os filhos. Ontem eu fui levar o Junior para registrar. Mas não pude chamar o menino de Junior porque o pai dele não aceitou. Só por que eu sou prostituta?

Você lembra que te contei como fiquei feliz pela chegada desse novo pimpolho, né? Você, querido diário, me acompanha desde que tive minha primeira filhinha, a Xirlei Maquileine. Depois tive a Tifanny Charllote e a Beatrice. O meu filho Ariscleison (bonito nome, né? Eu adoreiii) e agora o Junior. Cada um dos meus filhos é de um cliente. Eu sei que eu deveria me cuidar, sou uma pessoa instruída e tudo, mas eles disseram que me amavam. E toda vez que eu tive alguma relação que durou mais de 3 encontros, eu acabei fazendo amor sem camisinha.

Mas apesar de nenhum dos pais de nenhuma das crianças querer registrar seus rebentos, eu já recebo pensão mesmo sem ter o nome deles no registro das crianças. Eu estava pensando nas vantagens que meus filhos homens terão quando crescerem. Poderão ser xingados de filhos da p* sem nenhum problema. Não precisarão brigar por isso. Aliás, acho que até sei quais profissões serão ótimas pros dois. Um pode ser político e outro pode ser juíz de futebol. Quando a torcida ou os eleitores resolverem se revoltar com os meninos e chamá-los com esse nome feio, eles nem vão precisar se ofender para defender minha honra.

Sei que parece que eu tenho orgulho da minha profissão. Orgulho não sei, mas eu ganho bem. Não sou qualquer p**inha. Ganho mais de mil reais por semana. Quem mais pode dizer que ganha mais de "um pau" por semana? (No bom e no mau sentido, claro.)

Minha filha Xirley Maquileine não seguiu minha profissão. Começou a fazer faculdade de Direito. Mas acho que alguma coisa não saiu direito, pois ela já recebeu o diplominha. Sabem aquele diplominha das piadas? Pois é, o dela já está engatinhando. Sei não, mas acho que se eu tivesse colocado ela na profissão ia pelo menos dar mais dinheiro, ao invés do gasto que deu nos primeiros dois anos de facul. E como deu. Deu muito. Deu demais. Deu tanto gasto que acho que poderia pelo menos se formar. Tentar ganhar um dinheirinho. Mas acho que agora ela vai acabar partindo pra minha profissão, sem eu influenciar. Tô dizendo isso porque ela não tem certeza de qual de seus últimos 5 namorados é o diplominha (Gustavo o nome do diplominha). Cinco! Ela poderia ter ganhado muita grana com esses aí. E esses são só os que ela tem dúvidas...

Mas é isso, querido diário. Parece que minha profissão é hereditária... Amanhã volto pra falar o que a Tifanny Charllote disse que fez com o namorado dela. Tss, tss. Filha da p...

19 comentários:

Barbarella 11 de dezembro de 2008 10:18  

Mas que filha da p***... rsrs

Eu dei tanta risada, e como dei..hhehe

Você continua me assassinando de vergonha Gomex... que bom.

Laila 11 de dezembro de 2008 10:21  

hauahauahauahauahauahaua
esse foi o top top
os trocadilhos são toscoos!!!
o único porém é q eu nunca imaginei uma p*** falando "rebentos"

gilgomex 11 de dezembro de 2008 12:02  

note que ela é instruída... rs.

George Marques 11 de dezembro de 2008 16:47  

Pra ser uma p*** tem que fazer direito, pois se fizer errado não vão pagar...

aushuahsahs

Dalleck 11 de dezembro de 2008 17:04  

Até pensei que tava lendo o doce veneno do escorpião agora, ahuahuaha

Sir Lucas 11 de dezembro de 2008 19:02  

Belos nomes.

Eu já li o Doçe Veneno do Escorpião. [vergonha mode on~] É mais literatura que Paulo Rabbit.

;D

Dalleck 11 de dezembro de 2008 20:13  

Eu também li, ahuhauahuah

Paul Rabbit deve ser muito ruim pra todo mundo falar mal dos livros dele xD

Nadia 11 de dezembro de 2008 22:23  

uahuahuahua

muito bom.
xD

Tyler Bazz 12 de dezembro de 2008 02:35  

Tá explicado... putaria se aprende no berço! aYAhuaHUAuhaUHahuaUHA

Lembrei daquela piada... um cara foi preso, o delegado perguntou pra ele: "pq vc tá aqui", ele explicou: "tinha uma prostituta tendo um filho no meio da rua, aí tava maior muvuca em volta, o guarda me perguntou o que era e eu disse... 'é a puta que pariu'
:DD

gilgomex 12 de dezembro de 2008 12:40  

boua tyler...

Deisinha Rocha 14 de dezembro de 2008 05:08  

juro q não achei q o post fosse do gomex...

qndo terminei de ler e vi qm o escreveu, pensei:

como não pensei nele? como?

nada de mau nisso, né, gomex???

Douglas Garcia 14 de dezembro de 2008 16:33  

esse diário deve ter muitas histórias sujas....

Iza 15 de dezembro de 2008 17:21  

O grande problema de seus textos Gil é que eles já dizem tudo...
Para nós, leitores só o que resta é rir( como hoje) ou chorar (como lá no worpress).
Leio todos os textos mas, comento aqui porque te conheço e tenho vergonha de comentar no texto dos outros. Hi, foi mal...
Mas eu vou ter roubar esse Diários Roubados...
Ladrão que rouba ladrão...

Bugo 15 de dezembro de 2008 19:19  

asehuahsusa
sou novo aqui mais já curti essa de diarios robados, pô muito bom mesmo! xoreeei de rir aque! abraço

Pâmela 16 de dezembro de 2008 00:42  

actualizations?

Gilgomex™ 16 de dezembro de 2008 01:54  

pois é, né?
kd os outros diarentos????

Favoretto, Thais. 16 de dezembro de 2008 02:43  

meldels, quanto duplo sentido. tô assustada!

eu ri, ri litros. os nomes dos filhos da puta são fantásticos!

ainda bem que você me deu...










o link do blogger, pr'eu ler. =)

beeijos! ;*

Gabi 20 de dezembro de 2008 12:40  

Puts!
Beatrice é nome da minha irmã.E ela ficou p*** quando leu!

hahaha


;*

Beatrice 20 de dezembro de 2008 12:43  

Morri de rir

texto muito bom, porém...

Beatrice não é nome de filha de p***!!! huahuahuaua

Buscar nos diários